Debora Pill apresenta: Brisa #14_Ana Flor

“A poesia é o pacto do que se diz com o que não se diz. Ana Flor da Água da Terra, (Ed. Iluminuras, 2016) de Heloiza Abdalla, conhece bem essa aliança com o silêncio, que pratica. É uma concentrada elaboração da intimidade com os vazios, os tecidos e os desvãos que habitam as palavras, quando nomeiam as coisas, sempre voláteis.” (José Miguel Wisnik)

O Brisa de hoje é um retrato sonoro de Ana Flor, primeiro livro da poeta Heloiza Abdalla que narra entre 37 poemas e silêncios a voz de uma mulher nas tramas de seu trauma.

“Eis a carta dos céus: tudo
se move”
Orides Fontela (“Mapa”, Alba, 1983)

Tracklist

  1. “Ana Flor da Agua da Terra”, com Heloiza Abdalla (26 min.)
  2. Codona, Codona
  3. Vale do Jucá, Metá Metá
  4. Pássaro, Mulheres e Peixes, Alessandra Leão
  5. Fênix, Marina Wisnik
  6. Mortal Loucura, Caetano Veloso e José Miguel Wisnik
  7. Areia, Russo Passapusso
  8. Qasida, Siba
  9. Coração do Mar, Elza Soares
  10. Um Canto Que Leve Seus Olhos pro Espaço, Juliano Gauche
  11. Vida de Artista, Itamar Assumpção
  12. Xondaro, Memória Viva Guarani